Restaurante diz não aos chefes e só serve pratos feitos por avós

Jody Scaravella, proprietário do restaurante Enoteca Maria em Staten Island, Nova Iorque, Estados Unidos, reuniu, na mesma cozinha, 30 avós de diferentes países em vez de chefes profissionais.

A ideia surgiu há uma década, quando Scaravella decidiu abrir um restaurante em memória da avó materna, que era italiana.

O “Enoteca Maria começou por contratar apenas matriarcas italianas para a cozinha, que preparavam pratos caseiros que só as avós sabem fazer. Contudo, com o tempo, começou a receber receitas de avós de todos os cantos do mundo.

Atualmente, o restaurante conta com uma equipa rotativa de 30 “nonnas” (avós, em italiano) procedentes da Itália, Argentina, Argélia, Síria, Polónia, Libéria e Nigéria, que confecionam pratos típicos do respetivo país.

A cozinha do Enoteca Maria conta todas as noites com a presença de uma avó italiana e de uma “nonna” de outra nacionalidade.

As avós recriam receitas de família e oferecem comida caseira aos clientes que se deslocam de propósito ao restaurante para experimentar pratos tradicionais e diversificados.

Neste seguimento, Scaravella criou um arquivo histórico online denominado “Nonnas of the World” (Avós do Mundo), que permite guardar as receitas e os ingredientes que são utilizados por cada avó, de acordo com a cultura e a língua nativa.

O proprietário do Enoteca Maria defende que o objetivo do livro de receitas do mundo é “honrar as matriarcas e criar um ponto de referência para o futuro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *